Follow by Email

terça-feira, 9 de agosto de 2011

MATAR É PRECISO!!!!!!

Bom começo dizendo que vivemos no Brasil, o "Império da Hipocresia Público Privada"; no público falamos uma coisa, no privado agimos diferente. A mesma imprensa que há alguns dias condena os grupos de extermínio: aqueles faxineiros da sociedade, hoje reclamam que a classe média não pode mais andar nos parques, nas ruas de São Paulo e outros estados porque estão tomados de marginais e drogados, os dependentes - zumbis, podem fazer o que for porque são considerados doentes, não podem ser presos, não podem se obrigados a ficar internados. Não há lugar para interná-los, na há pessoal médico capacitado para tratá-los. Então tem que ficar na rua roubando de todo mundo para pagar o cracke. digo que cracolandia é uma vergonha para os paulistanos, ok? Portanto, como sempre a imprensa politicamente correta, aceita todas as baboseiras , que lhe dizem; o policiamento metropolitano dos parques  diz que a patrulha continua normal e efetiva, os conselhos tutelares dizem que: encaminham os menores (encaminha pra onde, meu DEUS?), governos tem planos, projetos, comissões, diagnósticos, há centros psicológicos e sociais para tratamento dos drogados - será???? Bom. a policia diz que não esta em operação tartaruga, agência prisional diz  que: há vagas no sistema, o judiciário diz que prende, o poder público diz que fez equipes multidisciplinares e consultórios de rua para avisar os drogados que droga é ruim, droga mata, pare com isso, para dar amor acolhimento e encaminhar (caros colegas) vocês acham que fazem alguma coisa, eles passam o abacaxi para frente, para eles e tira-los da rua, "Papai Noel existe",  blá-blá-blá;  só que  ninguém vê nada disso funcionar, ou seja, a imprensa "engole que está tudo normal, sem questionar, sem cobrar e isto porque quer, precisa acreditar no governo, mas não está! Todos nos estamos vendo, parem de achar que somos analfabetos! ok? Ai você começa a entender porque há grupos de extermínio existem porque a sociedade é hipócrita, diz que tem os direitos humanos, mas estes só valem para vagabundos, não valem para homens de bens. Digo que, a mesma sociedade, capitaneada pelos esquerdistas da mídia e do governo, não tem coragem de vir a publico dizer que não há solução, e é  por isso que surgiram os grupos de extermínios ou vamos ser cercados por zumbis iguais aquelas sociedades pós-fim-do-mundo dos filmes de terror? Para não precisar matar essas pessoas, e possível viver nas cidades , só há uma saída; é largar de blá-blá-blá e hospitalizá-los a força ok. Falo que doente mental não tem condições de decidir sequer ou não ser internado. Concluo dizendo que depois da hospitalização, desintoxicação, tratamento de eventuais outras patologias  psiquiátricas, então poderiam ir para casas de recuperação, onde depois de algum tempo poderiam tentar ser reinseridos. Os que não tem condição de serem reinseridos que fiquem internados o tempo todo, como acontece em todo país civilizado do mundo. O governo hoje em dia, depois da tragédia da tentativa de desospitalização psiquiátrica forçada (90% dos leitos foram desativados nos últimos 10 anos), já paga melhor por internações; só tem um problema, com uma Portaria Ilegal e anti-povo, proíbe a abertura de novos hospitais psiquiátricos para dependentes. E também não há verbas para casa de recuperação. Defino dizendo que como vêm, o problema é puramente politico - ideológico (os esquerdistas não querem pagar a sociedade civil para tratar os dependentes; dizem que é o governo que tem de fazer isto, só que o governo não faz. Minha reflexão é que até lá sem solução, a saída é; soltem os PMs e outros acusados de grupo de extermínio. E LIBEREM A ROTA! pois Matar é preciso, tratar não é preciso!
Bom começo dizendo que vivemos no Brasil, o "Império da Hipocresia Público Privada"; no público falamos uma coisa, no privado agimos diferente. A mesma imprensa que há alguns dias condena os grupos de extermínio: aqueles faxineiros da sociedade, hoje reclamam que a classe média não pode mais andar nos parques, nas ruas de São Paulo e outros estados porque estão tomados de marginais e drogados, os dependentes - zumbis, podem fazer o que for porque são considerados doentes, não podem ser presos, não podem se obrigados a ficar internados. Não há lugar para interná-los, na há pessoal médico capacitado para tratá-los. Então tem que ficar na rua roubando de todo mundo para pagar o cracke. digo que cracolandia é uma vergonha para os paulistanos, ok? Portanto, como sempre a imprensa politicamente correta, aceita todas as baboseiras , que lhe dizem; o policiamento metropolitano dos parques  diz que a patrulha continua normal e efetiva, os conselhos tutelares dizem que: encaminham os menores (encaminha pra onde, meu DEUS?), governos tem planos, projetos, comissões, diagnósticos, há centros psicológicos e sociais para tratamento dos drogados - será???? Bom. a policia diz que não esta em operação tartaruga, agência prisional diz  que: há vagas no sistema, o judiciário diz que prende, o poder público diz que fez equipes multidisciplinares e consultórios de rua para avisar os drogados que droga é ruim, droga mata, pare com isso, para dar amor acolhimento e encaminhar (caros colegas) vocês acham que fazem alguma coisa, eles passam o abacaxi para frente, para eles e tira-los da rua, "Papai Noel existe",  blá-blá-blá;  só que  ninguém vê nada disso funcionar, ou seja, a imprensa "engole que está tudo normal, sem questionar, sem cobrar e isto porque quer, precisa acreditar no governo, mas não está! Todos nos estamos vendo, parem de achar que somos analfabetos! ok? Ai você começa a entender porque há grupos de extermínio existem porque a sociedade é hipócrita, diz que tem os direitos humanos, mas estes só valem para vagabundos, não valem para homens de bens. Digo que, a mesma sociedade, capitaneada pelos esquerdistas da mídia e do governo, não tem coragem de vir a publico dizer que não há solução, e é  por isso que surgiram os grupos de extermínios ou vamos ser cercados por zumbis iguais aquelas sociedades pós-fim-do-mundo dos filmes de terror? Para não precisar matar essas pessoas, e possível viver nas cidades , só há uma saída; é largar de blá-blá-blá e hospitalizá-los a força ok. Falo que doente mental não tem condições de decidir sequer ou não ser internado. Concluo dizendo que depois da hospitalização, desintoxicação, tratamento de eventuais outras patologias  psiquiátricas, então poderiam ir para casas de recuperação, onde depois de algum tempo poderiam tentar ser reinseridos. Os que não tem condição de serem reinseridos que fiquem internados o tempo todo, como acontece em todo país civilizado do mundo. O governo hoje em dia, depois da tragédia da tentativa de desospitalização psiquiátrica forçada (90% dos leitos foram desativados nos últimos 10 anos), já paga melhor por internações; só tem um problema, com uma Portaria Ilegal e anti-povo, proíbe a abertura de novos hospitais psiquiátricos para dependentes. E também não há verbas para casa de recuperação. Defino dizendo que como vêm, o problema é puramente politico - ideológico (os esquerdistas não querem pagar a sociedade civil para tratar os dependentes; dizem que é o governo que tem de fazer isto, só que o governo não faz. Minha reflexão é que até lá sem solução, a saída é; soltem os PMs e outros acusados de grupo de extermínio. E LIBEREM A ROTA! pois Matar é preciso, tratar não é preciso!
ADALBERTO - CONSELHEIRO FISCAL TREINAMENTOS TÁTICOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário