Follow by Email

sábado, 19 de novembro de 2011

O CÂNCER









 CÂNCER

Bom, começo dizendo que a doença afeta milhões de pessoas no mundo, mas ganha grande percussão e causa comoção quando a vitima e uma pessoa publica neste segundo semestre do ano foi assim como o autor Reinaldo Gianecchini,como o fundador da Apple, Steve Jobs, e agora com o ex presidente Luis Inácio lula da silva, que há uma semana foi diagnosticado com um tumor maligno, na laringe,de agressividade intermediaria segundos ao médico

Somente esse ano, o Brasil terá quase 500mil casos da doença, segundo o instituto nacional do câncer (inca)a organização mundial de saúde estima que a incidência do câncer dobrara ate 2023, principalmente nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento afirma o medico oncologista Ricardo Caponero.

De acordo com a inca o envelhecimento populacional e a principal causa de câncer em todo mundo. A esperança de vida da população brasileira que era de 62 anos em 198,será de 76 anos , no ano de 2010. Ricardo Caponero

Concorda como um dos fatores de ricos de câncer e a própria idade do paciente quanto mais velho e maior de risco alem da exposição ao sol sem proteção. Controle de tabagismo poderia evitar cerca de 30%com uma alimentação rica em frutas, verduras e fibras e pobre em gorduras, considerada o inca

O oncologista informa quem em relação ao tipo de câncer o de maior incidência e o de pelo do tipo não-melanoma são 130mil casos por ano diz entretanto o de maior mortalidade em homens e o de próstata e, em mulheres e o de mama o segundo câncer que mais mata é o de pulmão

E o terceiro, e de colo- retal

A incidência aumenta de forma geral em todas as faixa etárias , por isso temos a impressão de que as pessoas estão tendo câncer mais cedo diz caponero. Gianecchini , de 38 anos descobriu em agosto e esta tratando um linfoma não-hodgkin tipo de câncer que se desenvolve nos linfócitos Steve Jobs faleceu em outubro , aos 56 anos depois de lutar por sete anos contra um tipo de tumor pancreático raro que acontece uma e cada 100mil pessoas

O câncer de laringe diagnosticado em luta atinge entre 8 mil pessoas por ano no Brasil e representa cerca de 25%de tumores malignos identificados na área do pescoço e cabeça entre os fatores que pode levar a esse tipo de tumor estão o habito de fumar e o consumo de bebidas alcoólicas

Cigarro e álcool

A fumaça do cigarro , tabaco charuto ou narguilé contem cerca de 4.700substancias toxicas das quais 60 são comprovadamente cancerígenas esses componentes atuam na alteração célula levando ao crescimento desordenando das células o que origina o tumor segundo o pneumologista Ricardo Meireles coordenador das ações de tabagismo do inca, a associação do fumo as bebidas alcoólicas aumenta 50% as chances de câncer na cavidade oral e laringe, em relação as pessoas que só fumam e bebem.

Todo mundo conhece casos de pessoa que fumaram a vida toda e não tiveram câncer obviamente não e só o fator externo deve haver alguma preposição ou suscetibilidade genética para ter a doença avalia o médio Jose Guilherme Vartanian , cirurgião do hospital A. C Camargo.

Concluo, que o tratamento ou seja:

O diagnóstico e tratamento dos diferentes tipos de câncer em todas as idades sofreram expressivos avanços nas ultimas décadas modernos métodos de imagem analises bioquímicas e métodos de biologia molecular permitem o diagnóstico apurando, acompanhamento adequado e avaliação do prognóstico dos pacientes o diagnóstico precoce , aliado aos atuais métodos terapêuticos (radioterapia, quimioterapia cirurgia e transplante de medula óssea) leva a índices de sobre vida progressivamente maiores em casos considerados incuráveis até há pouco tempo .

Ocorre que o tratamento fica muitas vezes comprometido devido descoberta tardia da doença já em estádio avançado, e a dificuldade de acesso a tratamentos radioterápicos no Brasil. O oncologista Rafael Kaliks, do Hospital Albert Einstein, Estima que hoje, três a cada dez pessoas que precisam de tratamento radioterápico fiquem desassistidas no país. “É o equivalente a cerca de 100 mil pessoas por ano, um fator que aumenta a mortalidade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário